Naming: confira esse passo a passo para criar [série 1]

Um bom naming gera bons resultados. Mas, para acertar nessa escolha e tornar o nome da sua empresa o melhor cartão de visitas, conhecimento nunca é demais.

Da sua criação até a solução ideal existem fases bem complexas. E sabendo disso, preparamos uma série de textos para simplificar o processo de criação. Nós já demos algumas dicas para criar o nome da sua empresa, e agora vamos mostrar as etapas passo a passo para você desviar de vez das escolhas ruins.

Fase 1- Coleta de informações

1º passo: Brief

Criar uma estratégia é a porta de entrada para qualquer escolha dentro de uma empresa. Os dados que serão coletados devem ter relação com a criação do nome. O Brief é o mapa montado a partir dessas informações.
Existem perguntas padrões que ajudam a facilitar esses resultados:
1. Quais os serviços oferecidos pela empresa?
2. Quais os pontos fortes e fracos da empresa?
3. Em que a empresa se diferencia?
4. Quem são seus concorrentes?
5. Qual o produto/serviço mais vendido?
6. Quem é o público-alvo, seus interesses e necessidades?
7. Qual a mensagem que a empresa quer passar?
8. Existe algum elemento gráfico/cor que esteja ligado a empresa?

Com as respostas, cria-se um novo ponto de partida resgatando o conteúdo e criando estratégias. Essas irão resultar em um nome. Quanto mais informações, melhor o Brief.

2º passo: Análise

Você já pensou na missão, visão e valores da sua empresa? Quando se cria algo, é basicamente natural pensar nesses três detalhes. Porém, muitos se esquecem de passar para o papel e formalizar essa fase. A construção desses preceitos é importante, porque mostra o que sua empresa “é” e para onde pretende “ir”.
Entender os objetivos comerciais influencia no modo que se deve seguir para alcançar uma meta. Tenha consciência do que sua marca é.

3º passo: Pesquise a concorrência

Acredite, você não precisa partir do zero. Saber que o seu produto ou serviço será útil é conhecer o mercado onde ele irá circular. E observar os concorrentes ajuda a entender por onde você vai andar. Percebe-se que a consciência em relação à sua empresa é o principal fator para o naming. Então, olhar para os lados e ver como outras marcas foram construídas pode não só inspirar como se tornar um excelente guia no mercado.

4º passo: Público-alvo

O nome escolhido vai agradar quem consome? Mas quem consome? Saber quem é o seu público, e o que eles têm em comum auxiliam nas suas escolhas. Durante a série, vamos mostrar que existem diferentes tipos de nomes para uma marca, e para escolher vale descobrir se o seu público vai se identificar.
Divida o mercado em grupos de consumidores em potencial, através de suas necessidades, desejos e consumo frequente. Para ter essas informações é necessário pesquisas.

5º passo: Brainstorm

Para finalizar a fase 1, depois da análise e pesquisa, você já entendeu bastante a empresa, suas estratégias e público. Agora, chegou a hora de incluir as pessoas no processo de criação do nome. Quanto mais cérebros mais ideias, cada um terá suas interpretações podendo criar e avaliá-las. Durante essa criação, a quantidade vale mais que a qualidade já que com variadas ideias concretas, melhor o processo de escolha final.

Com a Fase 1 concluída, podemos avançar na caminhada. Nos próximos posts nós teremos a Fase 2 (processo de criação de teste). Por enquanto, você já tem bastante trabalho para fazer.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos e já aproveite para incluí-los no 5º passo. E se quiser colocar tudo isso em prática, pode contar com a gente. Conheça aqui os serviços da Conteúdo.Freela.

Fontes:

Administradores – link 1

Administradores – link 2

Conceito Ideal – link 1

Conceito Ideal – link 2

Exame

Sebrae

Rede de Empreendedores

Nova Escola de Marketing

We Do Logos

Valéria Vieira

Valéria Vieira

Estudante de Linguística pela Universidade Federal de São Carlos. Magnetizada por pesquisa e comunicação, adepta da cultura do "deboísmo" e entusiasta das causas animais.

Quer falar sobre seu negócio? Entre em contato!