Nutrição de leads: como mandar e-mails sem ser inconveniente

“Se recebo e-mails de empresas na minha caixa de entrada, nem leio. Já sei que é spam!”

Quantas vezes você já ouviu, ou até disse, essas palavras? Já faz um bom tempo que os famosos e-mails marketing não são visto com bons olhos pela maioria dos usuários na Internet. Essa má fama tem uma boa explicação, realmente. Muitas empresas fazem o seguinte esquema: compram listas de e-mails de determinada região ou perfil e simplesmente disparam e-mails com publicidade. Como fugir disso e ter bons resultados? Conheça a palavrinha mágica: Nutrição de leads.

“O que é isso? Nunca nem ouvi falar em Nutrição de Leads!”. Tudo bem, a gente te explica de uma forma bem prática. Nutrição de leads nada mais é do que manter um relacionamento sólido com os seus clientes em potencial sem aparentar estar sendo inconveniente e forçando a barra. Veja a seguir, de uma forma bem simplificada, como ela pode se encaixar no seu negócio.

Nutrição de Leads não pode acontecer sem a permissão do usuário

No blog da Resultados Digitais, podemos encontrar uma ótima definição para a técnica. Nutrição de Leads “consiste em enviar, de forma automatizada, uma sequência de e-mails com conteúdos relacionados aos que o usuário demonstrou interesse alguns dias antes”.

Ou seja, em algum momento, o seu negócio pode oferecer, através de uma rede social, um conteúdo útil para pessoas. Essas pessoas já possuem potencial interesse de compra pelo seu serviço ou produto. Veja o nosso exemplo abaixo. A Conteúdo.Freela elaborou uma campanha para divulgar nosso e-book gratuito “7 passos para o sucesso do seu negócio com Marketing de Conteúdo”.

Banner de divulgação do e-book gratuito

Foi por meio de um banner no Facebook e campanhas criadas na plataforma do Facebook Ads que oferecemos o conteúdo gratuito. Em troca disso, era necessário que o usuário se inscrevesse em um formulário. Nele, a pessoa estaria dando a autorização para mantermos contato com ela via e-mail. É assim que começa todo o processo de Nutrição de Leads.

Processo de Nutrição de Leads

Você oferece um material gratuito (e-book, infográfico, vídeo, artigo) e, em troca, pede que a pessoa dê o e-mail de contato dela, através de um formulário. Desta forma, você não precisa ficar comprando listas de e-mails e disparando ofertas desesperadamente. Perceba que, da forma errada, você só vai estar gastando investimento sem a certeza de que aquelas pessoas possuem interesse inicial no seu produto.

As próximas etapas da Nutrição de Leads envolvem automação de e-mails e relacionamento com os clientes em potencial. Mas isso já é conteúdo bastante para um próximo artigo. Aguarde o restante da nossa série de posts sobre Nutrição de Leads no blog da Conteúdo.Freela. Até a próxima!

Se você gostou desse artigo, compartilhe com seus amigos. E se você pretende colocar em prática tudo o que viu aqui para o seu negócio, conte com a nossa equipe para te ajudar. Conheça aqui os serviços da Conteúdo.Freela.

Raissa Viegas

Raissa Viegas

Graduada em Relações Públicas pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” e Pós-Graduada em Marketing Digital pela FGV Online. Curiosa, apaixonada por café e cachorros, adora uma boa conversa sobre Marketing e Tecnologia.

Quer falar sobre seu negócio? Entre em contato!