Nutrição de Leads: um pequeno tutorial de como fazer

Veja esse pequeno tutorial de como aplicar a Nutrição de Leads no seu segmento

Continuamos hoje a nossa série sobre Nutrição de Leads. No post anterior “Nutrição de leads: como mandar e-mails sem ser inconveniente”, introduzimos o assunto e explicamos brevemente o que seria a estratégia de mandar e-mail constantemente para o seu cliente em potencial sem se tornar inconveniente.

Como falamos no post anterior, você pode começar oferecendo algum tipo de material gratuito. No nosso caso, usamos o exemplo de um e-book “7 passos para o sucesso do seu negócio com Marketing de Conteúdo”. Por meio do banner abaixo, levamos o usuário até uma landing page.

Banner divulgando o e-book nas redes sociais.

Landing page de download com formulário de inscrição

Após clicar no banner de divulgação, o usuário é levado até uma landing page contendo um formulário de inscrição, como esse abaixo. Nele, você pode pedir informações como e-mail de contato e dificuldades que o usuário enfrenta no seu negócio ou na sua profissão. É bacana que você não peça informações em excesso. Isso acaba tirando a atenção do usuário para a ação mais importante (inscrever-se no formulário). O que faz ele desistir da tomada de decisão, por considerar que você está sendo insistente demais.

Formulário existente na landing page de download do e-book.

E-mail de download do material gratuito (e-book)

Pronto! Seu usuário acaba de ceder as informações de contato dele para que você possa iniciar uma forma de relacionamento que não seja intrusa. Aqui, é o início da sua periodicidade em enviar e-mails (semanais ou quinzenais) para ele. O primeiro e-mail, então, é aquele em que você envia o material que o usuário desejava receber ao se inscrever.

Primeiro e-mail de relacionamento: download do e-book baixado através do formulário da landing page.

E-mail enviando conteúdo útil que redireciona ao blog

Após, aproximadamente, uma semana depois de enviar o download do material gratuito, você pode começar sua sequência de e-mails educativos e com conteúdo de interesse para o seu usuário. Pense sempre em enviar conteúdos relacionados ao que ele procurava no início. Não adianta o usuário ter feito download de um material sobre alimentação saudável e receber uma sequência de e-mails com assuntos sobre decoração.

Segundo e-mail de relacionamento: conteúdo de interesse do usuário enviando para o blog da empresa.

E-mail apresentando os serviços da empresa

Após algum período de envios de e-mails com conteúdo educativo, você pode passar para uma etapa importante: introduzir o usuário mais a fundo no cenário da sua empresa e de como os seus serviços podem ajudá-lo a resolver as suas dificuldades iniciais. Algumas empresas, preferem ter esse contato por meio de um telefonema, por exemplo. Você só vai conseguir descobrir o perfil do seu cliente em potencial por meio de testes.

E-mail de relacionamento apresentando os serviços da empresa para o usuário.

Mantenha a periodicidade de envios

É muito provável que o seu usuário não esteja pronto para comprar após a sua primeira tentativa de oferecer seus serviços. Não se desespere e não desista. Continue com o cronograma de envio de e-mails educativos e, sucessivamente, faça contatos mais diretos para o momento da compra.

Se você gostou desse artigo, compartilhe com seus amigos. E se você pretende colocar em prática tudo o que viu aqui para o seu negócio, conte com a nossa equipe para te ajudar. Conheça aqui os serviços da Conteúdo.Freela.

Raissa Viegas

Raissa Viegas

Graduada em Relações Públicas pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” e Pós-Graduada em Marketing Digital pela FGV Online. Curiosa, apaixonada por café e cachorros, adora uma boa conversa sobre Marketing e Tecnologia.

Quer falar sobre seu negócio? Entre em contato!